FERNANDO PRESTES 2001-2018
Caminhão bi trem derruba varanda de uma casa em Agulha

Publicado em 27/12/2018 as 11h20

Caminhão bi trem derruba varanda de uma casa em Agulha Ontem, 26/12, por volta das 21h um “caminhão bi trem” que transitava pelas vias centrais do distrito de Agulha derrubou a varanda de uma casa na esquina das ruas Guia Lopes com Coronel Camisão, onde funcionou por muitos anos a sede social da Pró Saúde. Segundo informações de Edson Belucci proprietário do imóvel danificado, o caminhão desceu pela rua Coronel Camisão e ao virar a esquina da rua Guia Lopes, uma das saídas de acesso a rodovia Washington Luís, fez a curva muito fechada e um dos tanques subiu na calçada e arrancou um dos pilares de sustentação do prédio. O que chamou a atenção de algumas testemunhas, que em seguida avisaram Belucci, foi o fato do condutor do caminhão não ter parado após o acidente e seguiu rumo a Washington Luís, sem tomar conhecimento sobre o ocorrido. No entanto, ainda segundo Belucci, uma das pessoas que viu o acidente foi a mesma que deu informações ao caminhoneiro sobre qual o melhor caminho para se chegar à Itapolis. No momento que estava prestando informações ao condutor a testemunha notou que nos tanques estava escrito “Cutrale”. Com base nessas informações,  ainda na noite de ontem, Belucci conseguiu localizar o bi trem na cidade de Itapolis, quando estacionava no galpão de uma transportadora. Ao ser indagado, o motorista do caminhão, respondeu ao dono do imóvel que não escutou e nem percebeu o acidente que causara em Agulha. Belucci conseguiu com o caminhoneiro dados dos veículos ( o trator e os dois reboques) e da empresa em que trabalha para providências cabíveis. Desvio do pedágio Mesmo após a construção do anel viário na parte leste do distrito, muitos caminhões que desviam da praça do pedágio no quilometro 346 da rodovia Washington Luís, ainda trafegam pelas ruas de Agulha. Devido a essa rota errada, os caminhões acabam causando transtornos aos moradores do distrito, como foi o caso de ontem.

Esquina das ruas Coronel Camisão com Guia Lopes em Agulha

Caminhão bi trem derruba varanda de uma casa em Agulha Ontem, 26/12, por volta das 21h um “caminhão bi trem” que transitava pelas vias centrais do distrito de Agulha derrubou a varanda de uma casa na esquina das ruas Guia Lopes com Coronel Camisão, onde funcionou por muitos anos a sede social da Pró Saúde. Segundo informações de Edson Belucci proprietário do imóvel danificado, o caminhão desceu pela rua Coronel Camisão e ao virar a esquina da rua Guia Lopes, uma das saídas de acesso a rodovia Washington Luís, fez a curva muito fechada e um dos tanques subiu na calçada e arrancou um dos pilares de sustentação do prédio. O que chamou a atenção de algumas testemunhas, que em seguida avisaram Belucci, foi o fato do condutor do caminhão não ter parado após o acidente e seguiu rumo a Washington Luís, sem tomar conhecimento sobre o ocorrido. No entanto, ainda segundo Belucci, uma das pessoas que viu o acidente foi a mesma que deu informações ao caminhoneiro sobre qual o melhor caminho para se chegar à Itapolis. No momento que estava prestando informações ao condutor a testemunha notou que nos tanques estava escrito “Cutrale”. Com base nessas informações,  ainda na noite de ontem, Belucci conseguiu localizar o bi trem na cidade de Itapolis, quando estacionava no galpão de uma transportadora. Ao ser indagado, o motorista do caminhão, respondeu ao dono do imóvel que não escutou e nem percebeu o acidente que causara em Agulha. Belucci conseguiu com o caminhoneiro dados dos veículos ( o trator e os dois reboques) e da empresa em que trabalha para providências cabíveis. Desvio do pedágio Mesmo após a construção do anel viário na parte leste do distrito, muitos caminhões que desviam da praça do pedágio no quilometro 346 da rodovia Washington Luís, ainda trafegam pelas ruas de Agulha. Devido a essa rota errada, os caminhões acabam causando transtornos aos moradores do distrito, como foi o caso de ontem.

Além do pilar de sustentaçao o caminhão também entortou dois trilhos que serviam de proteção

Ontem, 26/12, por volta das 21h um “caminhão bi trem” que transitava pelas vias centrais do distrito de Agulha derrubou a varanda de uma casa na esquina das ruas Guia Lopes com Coronel Camisão, onde funcionou por muitos anos a sede social da Pró Saúde. Nao houve feridos.

 

Segundo informações de Edson Belucci proprietário do imóvel danificado, o caminhão desceu pela rua Coronel Camisão e ao virar a esquina da rua Guia Lopes, uma das saídas de acesso a rodovia Washington Luís, fez a curva muito fechada e um dos tanques subiu na calçada e arrancou um dos pilares de sustentação do prédio.

 

O que chamou a atenção de algumas testemunhas, que em seguida avisaram Belucci, foi o fato do condutor do caminhão não ter parado após o acidente e seguiu rumo a Washington Luís, sem tomar conhecimento sobre o ocorrido. No entanto, ainda segundo Belucci, uma das pessoas que viu o acidente foi a mesma que deu informações ao caminhoneiro sobre qual o melhor caminho para se chegar à Itapolis. No momento que estava prestando informações ao condutor a testemunha notou que nos tanques estava escrito “Cutrale”.

 

Com base nessas informações,  ainda na noite de ontem, Belucci conseguiu localizar o bi trem na cidade de Itapolis, quando estacionava no galpão de uma transportadora. Ao ser indagado, o motorista do caminhão, respondeu ao dono do imóvel que não escutou e nem percebeu o acidente que causara em Agulha.

 

Belucci conseguiu com o caminhoneiro dados dos veículos ( o trator e os dois reboques) e da empresa em que trabalha para providências cabíveis.

 

Desvio do pedágio

Mesmo após a construção do anel viário na parte leste do distrito, muitos caminhões que desviam da praça do pedágio no quilometro 346 da rodovia Washington Luís, ainda trafegam pelas ruas de Agulha. Devido a essa rota errada, os caminhões acabam causando transtornos aos moradores do distrito, como foi o caso de ontem.