FERNANDO PRESTES 2001-2018
Convênio entre prefeitura e secretaria estadual viabiliza retorno de atendimento pela Casa da Agricultura de Fernando Prestes
 

Publicado em 07/08/2018 as 7h40

Cati 1.jpg

O prefeito Bento Luchetti Junior recebe em seu gabinete Vera Lucia Palla, juntamente com Osmar Segura, Gleise Estruzani e Simone Pinheiro de Almeida Machado secretária da Saude

Cati 2.jpg

Após a formalização os envolvidos foram visitar a Casa da Agricultura de Fernando Prestes

No último dia 01/08 o prefeito municipal de Fernando Prestes Bento Luchetti Junior recebeu em seu gabinete Vera Lúcia Palla, engenheira agrônoma e diretora da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral – CATI (Região de Jaboticabal), órgão vinculado a Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, quando formalizaram o convênio entre a municipalidade e a pasta estatal.

 

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo - SAA firmou um convênio com a Prefeitura Municipal de Fernando Prestes para o Sistema Estadual Integrado de Agricultura e Abastecimento - SEIAA. Esse convênio tem como objetivo a integração dos esforços dos órgãos públicos (estado e município) para desenvolver ações de assistência técnica e extensão rural voltadas ao desenvolvimento da agropecuária local.

 

Segundo Vera Lucia, isso ocorreu devido a aposentação de funcionários estaduais que atuavam na Casa da Agricultura para atendimento local. Tal situação faz com que os produtores tenham que se deslocar para a sede da Regional em Jaboticabal para o atendimento e emissão de documentos.  Tal situação criou inúmeras dificuldades para os produtores do município.

 

Preocupadas com essa situação de esvaziamento da Casa da Agricultura, a Prefeitura Municipal e a CATI entraram em entendimento para firmar o convênio SEIAA, através do qual, será possível disponibilizar funcionários municipais para o atendimento, com todo o suporte da CATI - Regional Jaboticabal e com isso realizar ações que sejam de interesse da comunidade.

 

Com a parceria já está disponibilizando, juntamente com um remanescente que ainda não se aposentou,  dois funcionários municipais que tem por objetivo, com o apoio da CATI - Regional Jaboticabal, dar o atendimento necessário aos produtores rurais do município de Fernando Prestes. Ainda serão desenvolvidas outras atividades como palestras, cursos, dias de campo, etc., que contribuindo para o desenvolvimento agropecuário.

 

O município de Fernando Prestes  possui 776 propriedades rurais, com predominância de pequenos agricultores com área média de 21 ha. Desse total de propriedades no Município, 712 delas possuem área até 50 ha, 92%, consideradas segmento com características de agricultura familiar.

 

Conforme informações do LUPA (Levantamento Censitário das Unidades de Produção Agropecuária - CATI/SAA), a cana de açúcar ocupa a maior área de exploração agropecuária no município, mas a fruticultura é  muito representativa para a agricultura familiar com uma diversidade muito grande:  limão, manga, laranja, goiaba, tangerina,  abacate, maracujá, carambola, lichia, lima, tangor, caju, abacaxi, anonáceas e banana.

Também há a olericultura com a produção de batata-doce, mandioca, berinjela, cebola, abóbora, pimentão, pepino, etc..

 

Um dos objetivos é tentar viabilizar a formalização de uma associação do município para comercialização da produção de frutas e legumes, principalmente para o atendimento de políticas públicas como o PNAE -  Programa Nacional de Alimentação Escolar, onde a Prefeitura Municipal é obrigada a comprar no mínimo 30% do alimentos da merenda escolar dos agricultores familiares. A organização rural é peça fundamental na melhoria das condições socioeconômicas dos produtores rurais, podendo fazer frente ao mercado competitivo e ainda potencializar o processo de desenvolvimento sustentável da atividade agropecuária.

 

Segundo o prefeito Bento Luchetti, o suporte técnico aos agricultores voltará a acontecer com pessoas que estarão treinadas para o atendimento. Caso haja a necessidade de um agrônomo por exemplo, será solicitado a Regional da CATI e o atendimento será realizado. Não havendo mais a necessidade de agricultor se deslocar até Jaboticabal.

 

Também serão realizadas outras atividades na Casa da Agricultura, como a castração de animais (felinos e caninos), assistência quanto ao preenchimento dos relatórios do Greening que os citricultores devem realizar semestralmente.